Arquivos Meio Ambiente — Brumado VerdadeBrumado Verdade Arquivos Meio Ambiente — Brumado Verdade
MENU
Seja Bem-vindo! Hoje é Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Publicidade:
Publicidade:

Acessar
BLOG antigo


Nosso Whatsapp
77 99837-3618

Bahia tem 13 praias impróprias para banho neste fim de semana, aponta Inema

18 novembro 2017 | 15:52

Foto: Divulgação

Os baianos devem evitar 13 praias da cidade e Região Metropolitana neste final de semana, de acordo com levantamento divulgado nesta sexta-feira (18), pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema). Além de Salvador, praias da Costa dos Coqueiros, no litoral norte, na Baía de Todos-os-Santos e na Costa do Cacau, no sul do estado, foram consideradas impróprias pelo órgão. A praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli por 100 mL de água; ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2.500 coliformes termotolerantes ou 2.000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água. Em Salvador, as praias consideradas impróprias são: Periperi, Penha, Pedra Furada, Farol da Barra (próximo ao Barra Vento e escada de acesso à praia, em frente a Av. Oceânica), Armação, Boca do Rio, Patamares e a Lagoa de Abaete. Na Baía de Todos-os-Santos estão impróprias: Cabuçu, Mar Grande e Gameleira. Na Costa dos Coqueiros os banhistas devem evitar o Rio Pojuca e na Costa do Cacau a praia da Concha.

Tags:

Brumado: Uso indiscriminado de água para irrigar plantações e capim seca o riacho de Pedra Preta

6 novembro 2017 | 6:09

Por Nildo Freitas

A cachoeira do riacho que já foi uma atração turística, hoje é apenas um lugar fantasma e recordações do moradores. Foto: Nildo Freitas/Brumado Verdade

Muitos empresários que exploram os recursos hídricos naturais do município, muitas vezes não têm nenhuma preocupação com o uso racional da água, achando que o líquido mais precioso do mundo nunca irá acabar. Sai por aí furando o chão, criando poços artesianos, usando de forma desordenadamente, sem outorga, o uso das águas dos rios, riachos e lagoas, para alimentar a sua ganância em detrimento do direito coletivo. Na Vila de Pedra Preta, existe um riacho que até alguns anos atrás era o manancial que abastecia a Vila de trabalhadores e servia de área de lazer para os moradores e visitantes, a sua água pungente e cristalina, também reforçava em outros tempos o manancial do Rio do Antônio.

Várias mangueiras fazem a captação da água do riacho de forma indiscriminada, acabando com a cachoeira. Foto: Nildo Freitas/Brumado Verdade

Com o uso indiscriminado da água para irrigar plantações, e até mesmo capim para gado. O riacho que tem uma cachoeira, pela primeira vez veio a secar, restando apenas algumas pequenas nascentes. São mais de 12 mangueiras de várias polegadas fazendo a captação da água do riacho, sem nenhuma outorga do Inema, cabem os órgãos competentes do estado e do município tomar uma decisão urgente antes de acontecer uma catástrofe ecológica e um grande conflito social. Em visita ao local, nossa reportagem deparou com um grupo de turistas que vieram se banhar na cachoeira, quando depararam com a mesma seca, e uma a grande quantidade de mangueiras sugando a água do riacho. “É tanta revolta que dá vontade de cortar todas as mangueiras dessa ação criminosa”. Revelou um visitante.  

A área de conflito pelo uso da água pertence a Magnesita, que também faz o uso do manancial. Foto: Nildo Freitas/Brumado Verdade

Final de semana será de céu encoberto e chuvoso na maior parte da Bahia

4 novembro 2017 | 6:16

Foto: Divulgação

Por conta de uma frente fria, o clima na Bahia permanece instável neste final de semana (4 e 5), com o céu encoberto e chuvoso na maior parte do Estado. Em Salvador e região metropolitana as temperaturas ficarão elevadas, com mínimas de 21°C e máximas de 32°C. Apesar disso, o predomínio será de céu nublado a parcialmente nublado, com chuvas moderadas e fracas na maior parte do período. De acordo com o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), a influência da frente fria e da umidade amazônica será maior nas regiões Oeste, São Francisco, Chapada Diamantina, Sudoeste e Sul, onde se espera chuvas de volume expressivo. Como nesses locais as temperaturas estão elevadas, com máximas que variam entre 31°C a 39°C, há chances de que as chuvas venham acompanhadas de trovoadas. O Inema apontou que temperaturas amenas são esperadas nas regiões serranas da Chapada Diamantina e Sudoeste, onde as mínimas poderão chegar aos 16°C. Uma massa enfraquecida de ar quente e seco ainda está exercendo influência na região do recôncavo, do norte e do nordeste do Estado, mas, mesmo assim, há a possibilidade de chuvas mais intensas em algumas áreas litorâneas da região. Nesses locais, as máximas variam entre de 32°C a 35°C.

Tags:

Incêndio na Chapada dos Veadeiros está controlado, afirma diretor da reserva

29 outubro 2017 | 20:05

Foto: Vitor Santana/G1

O diretor do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Fernando Tatagiba, afirmou neste domingo (29) que o incêndio na reserva está controlado. Segundo ele, a chuva que caiu na região neste sábado (28) contribuiu para o trabalho. No entanto, o fogo ainda não foi extinto e equipes seguem atuando no local. “O fogo está controlado. O sobrevoo na região e também o monitoramento em solo mostram isso. Mas as equipes seguem em campo. A chuva não está constante, mas ontem o volume foi bom. Por isso, estamos mantendo pessoas ainda nas frentes de combate”, declarou Tatagiba, de acordo com o G1. O último levantamento do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) indica que 65 mil hectares do parque foram atingidos pelas queimadas. O incêndio é considerado o maior da história na reserva. Entre brigadistas e voluntários, cerca de 400 pessoas trabalham no combate às chamas. A motivação do incêndio ainda não está clara, mas a Polícia Civil suspeita que ele tenha origem criminosa.

Chapada dos Veadeiros: 27% da extensão do parque foi devastada

29 outubro 2017 | 6:45

Foto: Fernando Tatagiba / ICMBio

Os incêndios que afetam o Parque Nacional Chapada dos Veadeiros há 12 dias já destruíram 65 mil hectares da reserva, o que corresponde a 27% de sua extensão total (240 mil hectares). Segundo informações do jornal O Globo, a área devastada equivale a 54% do município do Rio de Janeiro. O chefe do parque, Fernando Tatagiba, estima um prazo de ao menos dez anos para a flora local se recuperar. “O tempo de cada espécie é diferente, mas sabemos que elas vão se recuperar”, avalia. A investigação já iniciada pela Polícia Civil de Goiás indica que as chamas foram provocadas em um incêndio criminoso. Segundo o delegado José Antonio Machado, o dano provocado é crime na legislação ambiental brasileira, mesmo que não tenha sido intencional. “Praticamente não há possibilidade de ser uma ação natural. Foi mesmo provocado”, afirma o delegado, que auxiliará a Polícia Federal nas investigações. 

Exército e PF reforçam segurança após ataques ao Ibama e ICMBio no AM

28 outubro 2017 | 17:15

Foto: Raolin Magalhães / Rede Amazônica

Soldados do Exército e policiais federais reforçam a segurança no município de Humaitá, no sul do Amazonas, após ataques a prédios do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) ocorridos nesta sexta-feira (27). Segundo informações do portal G1, garimpeiros da região são suspeitos de serem autores do crime. O ataque durou cerca de cinco horas e foi registrado em vídeo por celulares. As sedes do ICMBio e do Ibama foram incendiadas, queimando móveis, utensílios, computadores, arquivos e processos. Sete viaturas do Ibama foram destruídas. Os manifestantes também entraram no prédio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), onde funciona o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), mas foram contidos. O grupo então ateou fogo em veículos que estavam estacionados na área externa. A suspeita é de que o ataque tenha sido uma represália a uma operação feita por agentes do Ibama, ICMBio e Exército contra o garimpo ilegal no Rio Madeira, em uma área de proteção ambiental. Durante a ação, foram incendiadas balsas usadas no garimpo. Peritos da Polícia Federal de Porto Velho, em Rondônia, foram deslocados para a cidade amazonense para dar início às investigações. Equipes da Força Nacional de Segurança chegaram à região já nesta sexta. 

Salvador tem 15 praias impróprias para banho neste fim de semana

21 outubro 2017 | 14:44

Foto: Divulgação

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) informou que, neste sábado (21) e domingo (22), 15 praias de Salvador estão impróprias para banho. O órgão considera a praia imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água. Devem ser evitadas as seguintes praias: São Tomé de Paripe, Periperi, Penha, Bogari, Bonfim, Pedra Furada, Boa Viagem, Canta Galo, Farol da Barra (próximo ao Barra Vento e escada de acesso à praia, em frente a Av. Oceânica), Rio Vermelho (próximo a escada de acesso à praia, em frente à igreja de Nossa Senhora de Santana), Buracão, Amaralina (no fundo da Escola Cupertino de Lacerda, em frente do painel do artista plástico Bel Borba), Pituba, Armação e Boca do Rio.

Juazeiro: Univasf sediará evento preparatório para o Fórum Mundial da Água

18 outubro 2017 | 0:43

Foto: Divulgação

O município de Juazeiro sediará nesta quarta-feira (18) o 6º Encontro Preparatório da Engenharia e da Agronomia para o Fórum Mundial da Água. Durante o encontro, serão debatidas propostas manejo sustentável dos recursos hídricos por parte de profissionais nordestinos. As soluções serão apresentadas em março de 2018, no Fórum Mundial da Água, evento promovido pelo Conselho Mundial da Água que ocorrerá em Brasília pela primeira vez. O evento preparatório ocorrerá entre os dias 18 e 20 de outubro no Complexo de Multieventos da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e as inscrições gratuitas poderão ser feitas pelo site mundialagua.confea.org.br. Organizador do evento preparatório, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA), Marco Amigo,  acredita que a realização do evento vai intensificar as discussões na sociedade a respeito da preservação do São Francisco. “Será uma chance de mais uma vez falarmos sobre a urgência do processo de revitalização do Velho Chico”, explicou. A expectativa é de reunir cerca de 700 pessoas. Entre os resultados esperados está a reunião de contribuições técnicas voltadas para solucionar, por exemplo, problemas como o desperdício de água.

Tags:

Belmonte: Avanço do mar causa novos estragos e praça é invadida por areia

9 outubro 2017 | 14:19

Foto: Divulgação

Os problemas decorrentes do avanço do mar não dão trégua em Belmonte, na Costa do Descobrimento. Nesta segunda-feira (09), um poste e várias árvores amanheceram derrubados pela força da água do mar. Segundo a TV Santa Cruz, durante a madrugada, o nível do mar subiu e invadiu uma das praças. Por conta do incidente, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente colocou máquinas de obras para retirar a areia. Algumas casas também foram atingidas pela água, mas não há registro de desabrigados. Na cidade, uma das avenidas que sofreram com os efeitos da erosão em setembro, a Beira Mar, ficou ainda mais afetada. Ainda segundo a emissora, a erosão em Belmonte tem sido registrada há mais de um ano. No final do mês passado, o governo da Bahia reconheceu situação de emergência do município.

Tags:

Lagoa marginal do rio São Francisco seca e deixa 3 milhões de peixes mortos na Bahia

7 outubro 2017 | 0:10

Foto: Alberto Coutinho/ GOVBA

A Lagoa Itaparica, a maior lagoa marginal do Rio São Francisco passa atualmente pela sua quarta seca registrada nas últimas quatro décadas. Segundo informações da Folha de S. Paulo, o Ibama aponta que três milhões de peixes acabaram morrendo por conta do problema ambiental. A lagoa está localizada entre as cidades de Xique-xique e Gentio do Ouro, no norte da Bahia, e tem cerca de 2.200 hectares de extensão. A seca teria sido provocada por problemas hídricos e climáticos, incluindo o assoreamento. A Itaparica já chegou a ter seis metros de profundidade, mas nos últimos anos não vai além de um metro. Além disso, segundo a Folha de S. Paulo, a baixa vazão do rio São Francisco e a falta de chuvas também contribuem para o problema. A última seca registrada na lagoa foi em 2015.

Página 1 de 1012...Última »