Em Teixeira de Freitas, governo estadual inaugura sétima escola cultural da Bahia — Brumado VerdadeBrumado Verdade Em Teixeira de Freitas, governo estadual inaugura sétima escola cultural da Bahia — Brumado Verdade
MENU
Seja Bem-vindo! Hoje é Terça, 16 de Janeiro de 2018
Publicidade:
Publicidade:

Acessar
BLOG antigo


Nosso Whatsapp
77 99837-3618

Em Teixeira de Freitas, governo estadual inaugura sétima escola cultural da Bahia

17 novembro 2017 | 18:11

Foto: Divulgação

O governo do estado inaugurou nesta sexta-feira (17) o projeto Escolas Culturais no Centro Territorial de Educação Profissional do Extremo Sul, na cidade de Teixeira de Freitas. O evento contou com a presença do governador Rui Costa e de secretários da sua gestão. O projeto já foi implantado em Itabuna, Juazeiro, Gandu, Bom Jesus da Lapa, Feira de Santana e Itaberaba, e envolverá 85 unidades escolares, em 85 municípios. A iniciativa busca desenvolver ações pedagógicas voltadas para a dança, música, audiovisual, literatura, inovação e empreendedorismo, por exemplo. Por que foi pensada a escola cultural? Para ser um espaço de cultura aberto não só aos alunos dessa escola ou do estado mas de toda a sociedade”, comentou Rui durante a inauguração do equipamento. “Eu vi muitas escolas que transformaram o auditório em sala de cinema então a cidade ganhou uma sala de cinema. Daí surgiu a ideia desse projeto”, afirmou o governador, ressaltando que deseja instalar as 85 escolas culturais até o ano que vem. O projeto Escolas Culturais é realizado por meio de parceria entre as secretarias da Educação, de Cultura (Secult), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e Casa Civil. O secretário estadual de Educação, Walter Pinheiro, comentou que é através da cultura que a escola pode chegar nos lugares mais difíceis. “Eu tenho dito muito que a lei a gente rasga, mas cultura não se rasga até porque cultura é como raiz. Ela vai cada vez mais buscando mesmo no solo mais pedregoso”, afirmou. “Nessa vida de dificuldade é que a gente foi aprendendo que sem cultura não tem como fazer a educação chegar”, disse o secretário.