'Erro histórico imperdoável’, diz Moraes Moreira sobre mudança de nome de circuito Dodô — Brumado VerdadeBrumado Verdade 'Erro histórico imperdoável’, diz Moraes Moreira sobre mudança de nome de circuito Dodô — Brumado Verdade
MENU
Seja Bem-vindo! Hoje é Domingo, 18 de Fevereiro de 2018
Publicidade:
Publicidade:

Acessar
BLOG antigo


Nosso Whatsapp
77 99837-3618

‘Erro histórico imperdoável’, diz Moraes Moreira sobre mudança de nome de circuito Dodô

1 maio 2016 | 15:05

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Em carta aberta ao prefeito ACM Neto, o cantor e compositor baiano Moraes Moreira fez um apelo à classe artística e criticou o projeto aprovado pela Câmara Municipal de Salvador, que altera o nome do circuito Dodô (Barra) e transfere a homenagem à Daniela Mercury. “Chega de ingratidão, Bahia, seus filhos pródigos não merecem isso”, cobrou o artista. “Esta história vem de longe, todos sabemos que Dorival Caymmi tinha sérias queixas da Bahia. Outros nomes importantes, até de outras áreas, também sofreram e sofrem a falta do devido reconhecimento por partes das autoridades que nos representam. Eu certamente também me incluo nesta lista”, disse músico, que fundou o grupo Novos Baianos e fez história no carnaval da Bahia, como primeiro cantor de trio elétrico. Moraes Moreira criticou a aprovação do projeto na Câmara, a qual considerou “a toque de caixa” e afirmou que a mudança do nome “É no mínimo espantoso, um erro histórico imperdoável”. “Todos sabemos da enorme contribuição do nosso mestre, não só na invenção do poderoso TRIO ELÉTRICO, como também e principalmente na criação do Pau Elétrico, que veio dar na guitarra baiana, colocando desta maneira a Bahia como pioneira na criação da Guitarra Elétrica.

É um divisor de águas. A nossa folia se conta antes e depois do Trio Elétrico”, escreveu. O artista disse ainda que Daniela “merece todas as homenagens, é sem dúvida uma das nossas maiores artistas”, mas que seria uma “indelicadeza com Dodô, sua família e seus admiradores”. “Dodô merece este protagonismo. Osmar, por ser mais expansivo e até pelo fato de ter vivido mais tempo, teve maior reconhecimento. Sou testemunha, porém, de como ele citava Dodô o tempo todo, sempre lembrando a importância do mestre da Eletrônica”, lembrou Moraes, que aproveitou a carta para fazer um “apelo dramático” aos colegas do meio artístico para que a mudança não aconteça. “Que a opinião pública também se manifeste, afinal, o carnaval é festa do povo, que tem todo direito de não aceitar esta mudança”, disse ele, recorrendo ainda à própria Daniela Mercury. “Faço um apelo também a minha querida Daniela, que de alguma forma já se apoderou daquele circuito, através das suas marcantes apresentações”. “Peço ao nosso prefeito o seu veto. Não aprove, não faça isso, pois, pensando bem, tenho certeza que seu avô não o faria. DODÔ NO QUE DER E VIER!”, concluiu.